7 passos para organizar uma igreja

Como organizar uma igreja requer que os seus administradores entendam, pelo menos em algum nível, de gestão. Não basta apenas tomar decisões instintivamente, pois isso é muito perigoso e pode levar a maus caminhos.

Quando a igreja estiver administrativamente organizada, você verá que tudo irá fluir com mais facilidade. Até mesmo o ambiente e a organização dos cultos ficarão mais fáceis, sem ter de se preocupar com problemas provenientes de má gestão.

Saiba analisar o estado atual da igreja

Antes de começar qualquer coisa, o principal a saber é como a igreja está funcionando atualmente. É impossível descobrir como organizar uma igreja sem saber aquilo que está sendo feito, tanto de certo quanto de errado.

Algumas questões básicas podem ser respondidas e ajudarão a entender melhor o estágio em que a sua congregação se encontra. Para saber como organizar uma igreja, pense no seguinte:

  • Quantos visitantes a igreja tem?
  • Qual é a assiduidade deles? Quantos são realmente ativos?
  • Quais são os membros administrativos e da equipe paroquial?
  • Quantos recursos à disposição existem?
  • Quais eventos anuais realizamos?
  • Que outras obras costumamos ou precisamos fazer?

Perceba que são perguntas básicas, as quais o ajudarão a se encontrar melhor rumo a um bom planejamento. Você estará colhendo dados e informações relevantes que irão determinar os rumos de qualquer tomada de decisão futura.

Quais são os objetivos esperados?

À primeira fase de como organizar uma igreja, recém exposta, podemos chamar de uma espécie de diagnóstico. Ali, o importante foi observar em que pé anda a sua paróquia. Agora, é a vez de dar um passo adiante.

Esse segundo passo parece até óbvio depois do primeiro e em alguma medida se assemelha. Lembra-se das perguntas que fizemos na etapa anterior? Agora chegou a hora de transformá-las em objetivos de como organizar uma igreja.

Por exemplo, uma delas foi quantos visitantes e membros existem. Outra foi quantos deles são assíduos. Dois objetivos relacionados a estes visitantes e membros seriam os seguintes:

  • Quantos a mais queremos ou necessitamos trazer para a igreja?
  • Com base em fatores como a nossa comunidade, o histórico anual de nossos cultos e nos acessos de nossas mídias digitais, quais são os melhores eventos ou oportunidades para trazer novos fiéis?
  • Em quantos porcento devemos melhorar a assiduidade deles?

E esses são apenas os relacionados aos membros e visitantes. Como organizar uma igreja também lida com outros fatores, como os financeiros. Por exemplo, quanto é necessário arrecadar para bancar uma obra planejada? Saiba adaptar essas perguntas e objetivos às necessidades do seu local.

Avalie a disponibilidade de recursos humanos e financeiros

Para colocar em prática os objetivos propostos acima, é necessário ter uma avaliação precisa de seus recursos. Para isso, tanto os financeiros, na forma de dinheiro, quanto os humanos, que são os membros, são importantes.

Hoje em dia, por certo, o componente monetário é fundamental para a igreja se manter e realizar obras, como falado acima. Com relação ao componente humano, sem ele a administração da paróquia não é possível.

Com base nas informações que coletou e nos objetivos que deseja, pense. Será que os recursos humanos e financeiros disponíveis são suficientes e viáveis ou é necessário alterar o planejamento para um mais condizente com a realidade até conseguir crescer mais?

Saiba modernizar

Os tempos e a sociedade mudam e, com isso, igualmente alteram algumas variáveis importantes de como organizar uma igreja. Estar constantemente atualizado com a contemporaneidade é importante por uma série de motivos.

A principal, como não poderia deixar de ser, tem a ver com o próprio evangelho. É muito mais fácil cativar e chegar às pessoas se sabemos e conseguimos dialogar com elas. Hoje, essa linguagem e os meios são distintos de décadas e séculos passados.

Digo isso falando especialmente das mídias digitais. É imprescindível estar nelas, tanto para crescer, quanto para estar em contato com seus colaboradores e fiéis. É até mesmo uma nova oportunidade de pregar o evangelho indo além do culto.

Inclua os membros da igreja nas suas decisões

Quando os membros da igreja auxiliam no processo de tomada de decisão, eles se sentem como parte do local. Essa maneira de como organizar uma igreja é vital para manter (e até aumentar) o engajamento da comunidade.

Fortalecer a comunidade e o seu engajamento com a igreja significa fortalecê-la também, mantendo seus fiéis mais próximos de Deus. Não só os membros têm de se aproximar da paróquia, como ela também deve se esforçar para aproximar-se deles.

Como em Marcos (16:15), afinal, “E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura”. Os Salmos (105:1) também nos lembram: “Louvai ao Senhor e invocai o Seu nome; fazei conhecidas as suas obras entre os povos”.

Exponha os valores e a missão da sua igreja

A paróquia pode (e deve) ter sua própria missão e valores. Como organizar uma igreja também passa por isso. Indo além, é preciso divulgar.

Por isso, exponha estes valores e missão em suas redes sociais e sites, em quadros de avisos, etc. Também promova cursos evangelizadores com base neles e converse com membros sobre a opinião deles a respeito disso e como melhorar.

Tenha uma metodologia

Na hora de como organizar uma igreja, cada um prefere fazer de uma forma. Alguns mais adaptados à modernidade, já utilizam aplicativos de gestão; outros, preferem ficar no excel; outros ainda, vão para os blocos de nota.

Todos eles, sem exceção, podem funcionar. O importante é que você saiba adaptar às suas necessidades em particular e consiga realizar todos os passos descritos anteriormente. Organize sua igreja, porque isso irá facilitar na missão evangelizadora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *